Existem regras para ter mais de um consórcio ao mesmo tempo?

Você sabia que é possível ter mais de um consórcio ao mesmo tempo? O consórcio de imóveis e carro é o combo perfeito. Veja as regras!

Conheça as normas e recomendações para o caso

Os consórcios são uma das formas mais tradicionais, econômicas e seguras de ter acesso aos recursos necessários para a aquisição de um bem ou serviço. Por isso o crescente interesse em ter mais de um consórcio simultaneamente.

Este setor tem registrado altas no número de interessados, motivados, principalmente, pelas vantagens da modalidade e pelas dificuldades de acesso que outros serviços de crédito oferecem, como os financiamentos, por exemplo.

Diante dos inúmeros benefícios do consórcio, algumas pessoas acabam desejando contratar mais de uma cota ou mais de um tipo de consórcio ao mesmo tempo.

Entretanto, é importante reforçar que tal participação tem suas restrições, e as regras para contratar dois ou mais consórcios ao mesmo tempo podem variar de administradora para administradora.

Afinal, ingressar em um grupo de consórcio é um compromisso de médio a longo prazo. Dependendo do bem almejado, o investimento precisa ser planejado com responsabilidade, para que seja possível cumprir o compromisso financeiro de pagar as parcelas em dia.

Como um grupo de consórcio funciona?

Os grupos de consórcio funcionam como coletivos nos quais um número predeterminado de pessoas se reúne para conquistar um patrimônio, como um imóvel, um carro e uma moto; ou um serviço, como a instalação de painéis de energia solar, por exemplo.

Depois de ingressar em um grupo, os integrantes passam a pagar uma parcela correspondente ao valor do serviço ou bem que desejam todos os meses, por um prazo máximo estipulado antes da criação do grupo.

No caso do consórcio de imóveis, por exemplo, é comum que as parcelas cheguem a 200 meses, de acordo com o valor do bem. Já para um consórcio de veículos, outra categoria muito procurada, o prazo máximo geralmente gira em torno dos 80 meses.

Os recursos captados durante o tempo de existência do grupo são gerenciados pela administradora, uma empresa especializada em organizar e gerenciar consórcios.

Ela é responsável por realizar sorteios e contemplações por lance todos os meses. Nas assembleias, um ou mais participantes são contemplados com o crédito necessário para a aquisição do bem ou serviço de seu interesse.

Também é responsabilidade da administradora cobrar as mensalidades, aplicar o dinheiro arrecadado, gerir as cotas de participação, entre outras tarefas.

Para que o trabalho seja regularizado, é preciso que estas instituições estejam devidamente credenciadas junto ao Banco Central do Brasil e à ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio.

Quais são os principais tipos de consórcio?

Existem diversos tipos de consórcio, que podem variar de acordo com o bem ou serviço a ser adquirido, o valor das parcelas, o prazo de pagamento e outras condições específicas. Entre os consórcios mais populares, podemos destacar:

Consórcio Imobiliário

Uma das principais escolhas para quem está em busca de realizar o sonho da casa própria, o consórcio de imóveis é excelente para quem deseja aplicar seu dinheiro no setor imobiliário.

Existem diferentes grupos presentes no mercado, com valores de crédito e prazos distintos.

No consórcio de imóveis da Porto Vale Consórcio, por exemplo, os consorciados podem efetuar o pagamento das parcelas de seu grupo em até 200 meses.

A empresa também oferece diferentes grupos para garantir que uma maior variedade de perfis de clientes possa ser contemplada.

Existem grupos dedicados àqueles que pretendem comprar um imóvel, realizar uma reforma e até para quem deseja adquirir um terreno e construir um imóvel do zero, seja como residência ou com propósitos comerciais.

As contemplações são realizadas mensalmente por meio de sorteio ou lances. Aqui, vale destacar um diferencial dessa categoria de consórcio: a possibilidade de usar o dinheiro do FGTS – Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, para ser contemplado mais rápido.

Consórcio de automóveis

Com o valor dos veículos 0km nas alturas, comprar um automóvel novo é algo que deve ser feito com planejamento.

Por isso, o consórcio de veículos é uma opção tão procurada por quem deseja trocar de carro ou comprar seu primeiro automóvel.

Para que esta iniciativa seja aproveitada ao máximo, é preciso contar com grupos de consórcio que ofereçam variedade no catálogo de veículos trabalhados. 

É o caso da Porto Vale Consórcio, que oferece inúmeras opções de automóveis 0km e seminovos, para que cada consorciado possa encontrar o modelo mais adequado para suas necessidades.

Nesta modalidade de consórcio, os valores da carta de crédito geralmente variam de R$ 25 mil a R$ 125 mil. O prazo de duração dos grupos também costuma ser bastante variado, com planos de 50, 72 e 80 meses.

Consórcio Empresarial

Outra categoria em ascensão, o grupo de consórcio empresarial é uma modalidade de investimento dedicada a pessoas jurídicas, ou seja, empresas que desejem aumentar os bens de seus empreendimentos sem comprometer o capital de giro do negócio.

Uma das maiores vantagens desta modalidade é o fato de que este tipo de consórcio pode ser contratado com vários objetivos, desde a construção de um imóvel para fins comerciais até a compra de equipamentos e maquinários para o desenvolvimento de uma atividade produtiva.

Com o consórcio empresarial, especialmente aqueles oferecidos por empresas responsáveis como o grupo Porto, os empresários podem aproveitar as vantagens de um investimento seguro e estratégico, sem ter que lidar com a alta taxa de juros que costuma ser cobrada em linhas de crédito convencionais.

É possível contratar dois consórcios ao mesmo tempo?

Em geral, é permitido participar de vários consórcios ao mesmo tempo, desde que as parcelas dos dois ou mais grupos não ultrapassem uma porcentagem predeterminada da renda mensal do participante.

Essa porcentagem pode variar de acordo com a administradora do consórcio e o tipo de bem que está sendo adquirido, mas, geralmente, fica em torno de 30% da renda mensal.

Na Porto Vale Consórcio, por exemplo, contratar dois ou mais consórcios ao mesmo tempo é uma possibilidade, desde que o cliente seja aprovado na avaliação de crédito.

A gerente Monica Borges explica que tudo começa a partir da análise do perfil do cliente, para que seja possível oferecer a melhor proposta dentro do tipo de perfil diagnosticado.

“A aquisição de mais de uma cota é usual dependendo do valor do crédito solicitado, ou até mesmo como forma de investimento para diversificar os valores, podendo ser feito um consórcio de imóvel e um de automóvel, por exemplo”, explica a especialista.

Seguindo a regra dos 30% da renda, imagine uma pessoa que ganha R$ 3.000 por mês. Para que sua saúde financeira não seja comprometida, a soma das prestações dos grupos de consórcio que integra não deve passar dos R$ 900 (30% de R$ 3.000).

O que diz a lei sobre adquirir dois ou mais consórcios?

De acordo com a lei nº 11.795, conhecida como Lei dos Consórcios, não há nenhuma restrição para que uma mesma pessoa possua mais de uma cota de consórcio, cabendo às administradoras determinarem suas regulamentações internas para gerenciarem os investimentos.

No que tange à porcentagem citada anteriormente, é importante lembrar que essa também não é uma regra estabelecida por lei, mas sim uma recomendação da maioria dos especialistas do setor.

Além disso, é possível que algumas empresas estabeleçam regras mais rígidas ou mais flexíveis em relação a esse limite.

Portanto, é sempre recomendável verificar todos os detalhes do contrato com a administradora com calma, antes de participar de um segundo grupo de consórcio.

Outro fator importante a ser considerado ao participar de múltiplos consórcios é o prazo de duração dos grupos. Se os mesmos tiverem prazos diferentes, pode ser mais fácil gerenciar o pagamento das parcelas mensais sem que a renda seja comprometida demais.

No entanto, se os prazos de duração dos grupos forem semelhantes, a margem para inadimplências se torna maior, especialmente diante de imprevistos financeiros durante o período.

Além disso, é importante verificar se as administradoras dos consórcios que você pretende participar permitem essa prática, já que nem todas trabalham com a compra de mais uma cota.

Vantagens e desvantagens de possuir mais de um consórcio ao mesmo tempo

Para garantir que possuir mais de um consórcio ao mesmo tempo será, de fato, uma escolha benéfica para você, é importante conhecer as principais vantagens e desvantagens da iniciativa. Confira!

Vantagens de ter mais de um consórcio ao mesmo tempo:

1. Diversificação de investimentos

Ao participar de mais de um consórcio, é possível diversificar seus investimentos em diferentes tipos de bens ou serviços, o que pode reduzir o risco e aumentar as chances de contemplação.

2. Possibilidade de adquirir mais de um bem ou serviço

Participar de mais de um consórcio ao mesmo tempo aumenta as chances de obter mais de uma carta de crédito e, consequentemente, de adquirir mais de um bem ou serviço.

Para quem sonha com o combo casa + carro próprio, por exemplo, a opção pode ser vantajosa.

3. Flexibilidade de pagamento

Como os grupos de consórcio se caracterizam pela variedade, é possível que os integrantes encontrem coletivos com opções flexíveis de pagamento.

Assim, podem aproveitar investimentos direcionados para objetivos diferentes sem comprometer sua saúde financeira, já que poderão encontrar a proposta que mais se ajusta ao seu orçamento.

Desvantagens de possuir mais de um consórcio ao mesmo tempo

1. Comprometimento de renda

Participar de mais de um consórcio pode comprometer uma parcela significativa da renda mensal, o que pode dificultar o pagamento de outras despesas e compromissos financeiros.

Por isso, é essencial que se realize um planejamento adequado antes de considerar esta alternativa. Aqui, ter o suporte de especialistas do segmento faz toda a diferença.

Por isso, dê preferência a empresas que têm boa reputação em relação ao atendimento ao cliente, como a Porto Vale Consórcio.

2. Risco de inadimplência

Quanto maior é o compromisso financeiro, maior é o risco de inadimplência, caso ocorra uma redução na renda ou uma mudança na situação financeira do participante.

Nesse cenário, com a responsabilidade de dois grupos, é muito provável que um deles acabe sendo negligenciado. É por isso que uma avaliação aprofundada do perfil de cada cliente é tão importante.

Assim, é possível ter certeza de que o consorciado conseguirá aproveitar o investimento ao máximo, sem se prejudicar, já que a quebra de contrato pode gerar multas e até a perda da cota de consórcio.

Conheça o consórcio Porto Seguro para contratar mais de uma cota ao mesmo tempo

A Porto Vale Consórcio trabalha com o melhor consórcio do Brasil, o do Grupo Porto Seguro. A empresa oferece uma grande variedade de grupos para consórcio de imóveis, consórcio automotivo, consórcio agro e outros.

Para quem decide aderir a um consórcio, todas as assembleias podem ser acompanhadas por meio do aplicativo da Porto, que pode ser instalado gratuitamente no smartphone. Assim, cada consorciado acompanha as atualizações e informações a respeito de sua cota na palma da mão.

Como se planejar financeiramente para adquirir mais de um consórcio?

Se planejar financeiramente para contratar múltiplos consórcios ao mesmo tempo exige organização, disciplina e uma avaliação cuidadosa da própria renda.

Em primeiro lugar, é preciso que o consorciado saiba como definir seus objetivos com o consórcio. Para tal, é necessário entender onde se deseja chegar financeiramente, estabelecendo metas para o alcance de tais objetivos.

Em seguida é preciso pesquisar as opções disponíveis, comparar as taxas de administração e os prazos de pagamento, para escolher os consórcios que melhor se adaptam ao seu perfil.

Agora que você já conhece as regras sobre ter mais de um consórcio ao mesmo tempo, entre em contato com um dos consultores da Porto Vale Consórcio para conferir as modalidades oferecidas e ter seu perfil avaliado!