Carta de crédito imobiliário: tudo que você precisa saber!

Conheça as regras para usar sua carta de crédito no consórcio de imóveis!

Ter acesso a uma carta de crédito imobiliário é a solução ideal para diferentes tipos de pessoas interessadas na compra de um imóvel.

Uma das principais razões para tal preferência são as mudanças pelas quais o mercado imobiliário vem passando atualmente, o que faz com que investidores e outros interessados na compra de imóveis voltem sua atenção para modalidades mais seguras e econômicas, como é o caso do consórcio.

Hoje, um dos fatores de maior preocupação dos brasileiros é a alta na taxa de juros destinada ao crédito imobiliário.

O aumento foi anunciado por várias instituições financeiras, como a Caixa Econômica Federal, uma das principais fornecedoras de crédito imobiliário do país, que tem taxas de juros a partir de 8,99% ao ano, com o acréscimo da Taxa Referencial (TR) e outros fatores.

Diante desse cenário, é hora de os interessados no mercado imobiliário buscarem alternativas que lhes permitam tirar o máximo proveito de seus investimentos.

Para te ajudar com essa questão, trouxemos um artigo completo com tudo o que você precisa saber sobre a carta de crédito imobiliário: o que é, como adquiri-la, como usá-la, quais são as vantagens que traz e muito mais!

O que é uma carta de crédito imobiliário?

Uma carta de crédito imobiliário nada mais é do que um documento que representa o valor total de um imóvel.

A ferramenta foi criada pelo Bacen – o Banco Central Brasileiro, em 1992. Na época, ela surgiu como uma solução para um problema que vinha sendo enfrentado pelas empresas de consórcios: a carência de bens.

A propósito, caso você ainda não esteja a par de tal informação, saiba que as cartas de crédito imobiliárias são um produto financeiro oferecido exclusivamente pelos consórcios de imóveis, sobre os quais vamos falar com mais profundidade à frente.

Como a carta de crédito imobiliário funciona?

O processo é o seguinte: ao entrar em um grupo de consórcio de imóveis, ou comprar uma carta de crédito imobiliário contemplada, haverá um valor específico à sua disposição.  

No mercado dos imóveis, o valor oferecido para as cartas de crédito geralmente começa a partir dos 70 mil reais, sendo que também é possível entrar em iniciativas com cartas de crédito voltadas para a compra de imóveis de luxo, com valores acima dos 500 mil reais.

Agora, para que possa visualizar tudo com mais clareza, imagine o seguinte cenário: você ingressou em um grupo de consórcio de imóveis voltado para a compra de uma sala comercial no valor de 200 mil reais.

Por volta do 7º mês de existência do grupo, você é contemplado por meio do sorteio mensal. Em até 7 dias úteis, na maior parte dos casos, sua carta de crédito imobiliário será liberada.

Assim que a tiver em mãos, poderá começar a negociar com os proprietários ou imobiliárias de sua preferência para comprar sua tão sonhada sala à vista!

Onde usar uma carta de crédito imobiliário?

Agora que já entendeu o que é a carta de crédito imobiliário e como pode fazer uso dela para realizar uma compra, é hora de saber onde esta carta pode ser empregada.

Em primeiro lugar, é preciso destacar algo crucial: uma carta de crédito só poderá ser usada para a compra de bens ou serviços de igual natureza ao seu grupo de consórcio.

Ou seja, se tiver comprado uma carta contemplada de um consórcio de veículos não poderá usá-la para a compra de um imóvel.

Para a compra de imóveis é preciso adquirir uma carta de crédito imobiliária, que poderá ser investida em casas, apartamentos, galpões, terrenos, espaços rurais, salas comerciais e afins.

É por isso que é preciso ter o devido planejamento antes de entrar em um grupo de consórcio, para ter a certeza de que está fazendo algo que realmente deseja.

Para quem busca por uma carta de crédito imobiliário já contemplada, a atenção deve ser redobrada para evitar cair em golpes ou desperdiçar seu investimento.

Vale ressaltar ainda que, além de usar o valor integral da carta de crédito imobiliário para a compra do imóvel desejado, por vezes também é possível que parte do valor seja destinado para outros gastos envolvidos na compra do imóvel, como documentação, vistorias e outros fatores.  

Como adquirir uma carta de crédito imobiliário?

Para adquirir uma carta de crédito imobiliário, o primeiro passo é buscar por uma administradora de consórcio de imóvel que seja renomada no ramo. Essa é a melhor maneira de garantir sua segurança financeira ao ingressar neste tipo de iniciativa.

Todas as administradoras de consórcios legais devem ser autorizadas pelo Banco Central para operarem e devem também ser credenciadas pela Abac, a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios.

Para evitar problemas, sempre dê preferência para empresas que já estejam bem-conceituadas na opinião pública, como é o caso da Porto Seguro e de suas empresas afiliadas como a Porto Vale Consórcio.

Com o suporte de uma administradora de consórcios renomada e que conte com especialistas experientes, será possível prosseguir com seus objetivos sem medo.

O que é um consórcio de imóveis?

O consórcio de imóveis é uma das modalidades mais populares presentes no universo dos consórcios e tem ajudado milhões de brasileiros a realizarem o sonho de comprar a casa própria.

Antes de mais nada, é preciso explicar que um consórcio funciona como uma espécie de sociedade, na qual um grupo de pessoas com um interesse em comum se reúne para que possa atingir seus objetivos.

No caso do consórcio de imóveis, este objetivo pode tomar várias formas: casas residenciais em grandes centros urbanos, apartamentos espaçosos, salas comerciais bem localizadas, casas de campo aconchegantes, um studio bem otimizado e muito mais.

Estes grupos podem ter números variados de participantes, que geralmente são determinados de acordo com o valor estipulado para a carta de crédito imobiliário e o prazo de duração do grupo.

A maioria dos consórcios de imóveis tem duração de até 200 meses, o que garante que o investimento não pese tanto no bolso, uma grande vantagem para quem ainda não detém um grande montante financeiro à sua disposição.

Todos os meses acontecem as chamadas Assembleias Gerais, momento no qual as contemplações ocorrem.

Estas podem acontecer por meio do sorteio, no qual uma ou mais cotas do consórcio são escolhidas de forma avulsa, e pelos lances, que funcionam como um adiantamento de parte do valor que o consorciado ainda deve ao seu grupo e à empresa.

Ao ofertar um lance e sair vitorioso, o consorciado assegura seu acesso imediato à carta de crédito imobiliário.

Que tipos de imóveis podem ser comprados por meio de um consórcio?

Caso ainda tenha alguma insegurança sobre o tipo de imóvel que deseja comprar com uma carta de crédito imobiliário, saiba que, com ela, é possível ter acesso a todos os tipos de imóveis.

Você pode escolher entre imóveis comerciais ou residenciais, usados ou novos, e até mesmo na planta. Além disso, é possível optar por outras categorias, como:

  • Terrenos;
  • Compra de imóvel agrícola com intuito produtivo (como criação pecuária ou atividade agrícola);
  • Pagamento de projeto de reforma ou construção;
  • Apartamentos;
  • Casas de praia;
  • Lofts;
  • E várias outras opções.

Para aqueles que já possuem um imóvel financiado, também é permitido quitar a dívida do financiamento com o valor da carta de crédito imobiliário.

Quanto tempo demora para receber a carta de crédito imobiliário?

O tempo médio esperado para ter acesso à carta de crédito imobiliária por meio da contemplação em um consórcio de imóveis varia de acordo com o prazo de duração estabelecido para o grupo.

O fato é que o prazo máximo para receber a carta de crédito imobiliária é igual ao prazo de duração do grupo de consórcio.

Por isso, é importante que haja o devido planejamento financeiro para aqueles que buscam o consórcio de imóveis e priorizam a agilidade na hora de adquirir o imóvel que almejam.

Nesse cenário, a melhor forma de saber como ser contemplado rapidamente com a carta de crédito é entender como funcionam as modalidades de lance.

Existem três tipos principais de lances: lance livre, lance fixo e lance embutido.

O lance livre funciona como um leilão tradicional. Vence aquele que fizer a maior oferta. Já no lance fixo, os participantes só podem fazer lances com base em um valor fixo, estabelecido pela empresa que administra o grupo.

Por fim, no lance embutido, o grande diferencial está na possibilidade de usar parte do valor da carta de crédito imobiliário para dar um lance, garantindo mais agilidade para ter acesso ao bem almejado, mas com um valor menor, já que parte do valor da carta será descontado do que foi oferecido no lance.

Além de buscar por uma contemplação mais rápida com o lance, que exige estudo e planejamento financeiro para que seja realizado com sucesso, também existe a possibilidade de se comprar uma carta de crédito imobiliária já contemplada, ou seja, que já dá acesso ao imóvel.

Essa possibilidade geralmente ocorre quando um consorciado é contemplado, mas não tem mais condições de pagar o restante das parcelas e decide vender sua carta ou com investidores que costumam trabalhar com a compra e venda de cartas e cotas.

Carta de crédito imobiliário contemplada e cota de consórcio: qual a diferença?

Para entender qual das opções apresentadas, carta contemplada ou cota, será a que melhor atenderá suas demandas e possibilidades, é essencial saber qual o seu perfil de comprador e como cada uma delas funciona.

Como já explicamos, adquirir uma cota de consórcio significa ingressar em um grupo. Ao fazê-lo, será preciso esperar até o momento de sua contemplação para que tenha acesso à carta de crédito imobiliário.

Aqui, além dos lances, outra coisa que pode lhe auxiliar a ser contemplado rapidamente é optar por ingressar em um grupo já em andamento.

Nestes, a contemplação geralmente vem mais rápido para os novos integrantes, já que várias pessoas foram contempladas e o prazo restante para a duração do grupo é menor do que seria em um grupo recém-criado.

Em outro cenário, ao comprar uma carta de crédito imobiliário já contemplada, a pessoa garante o acesso ao bem almejado.

Entretanto, é preciso atenção: com uma carta já contemplada, é certo que seu dono inicial já terá pagado algumas mensalidades, e este valor irá constar no custo para a realização de transferência da carta, além das parcelas restantes.

Por isso, o ideal é que todo esse processo seja feito junto da equipe de especialistas da empresa responsável pela gestão do grupo de consórcio, para evitar cair em golpes.

Nunca pague por uma carta já contemplada sem antes:

  • Ir à empresa que administra o consórcio para verificar se a realização da transferência é realmente viável, ou seja, se é permitida pelas regras do contrato do grupo;
  • Conferir a credibilidade da empresa perante os órgãos reguladores, como o Banco Central e a Abac;
  • Firmar um contrato com o antigo proprietário da carta.

Qual o seu perfil de comprador?

Para garantir que irá escolher com sabedoria entre uma carta de crédito imobiliário já contemplada e a aquisição de uma cota de consórcio, é essencial entender suas necessidades.

Por se tratar de uma iniciativa de médio a longo prazo, o consórcio, de modo geral, costuma ser buscado por pessoas que não têm pressa para a aquisição de um bem ou serviço e que querem se planejar com calma para o momento da compra.

Além do espaço para a realização de um planejamento mais minucioso, o tempo envolvido durante a compra de uma cota de consórcio também entrega outra vantagem: a economia.

Afinal, quanto mais parcelas, menos será preciso pagar por mês, o que permite que mesmo pessoas que não têm uma grande reserva financeira possam ingressar em um grupo de consórcio de imóveis para adquirir sua carta de crédito imobiliária.

Agora, se a sua prioridade é o tempo, a situação muda de figura. Se quer comprar seu imóvel o quanto antes, a compra de uma carta de crédito contemplada pode ser interessante.

Mesmo que acabe custando mais do que entrar no grupo e esperar sua contemplação por meio dos lances e sorteios, ainda sairá mais em conta do que buscar a compra do imóvel por meio de um financiamento, por exemplo.

Afinal, nos consórcios não há cobrança de juros, os grandes responsáveis pelo encarecimento dos financiamentos.

Como se planejar para adquirir uma carta de crédito imobiliário?

Seja por meio da compra de uma carta de crédito já contemplada ou pelo ingresso em um grupo de consórcio de imóveis, ter o planejamento financeiro adequado é essencial antes de dar início a uma iniciativa desta categoria.

Para te ajudar com isso, separamos 3 dicas. Confira:

1. Estabeleça objetivos claros e específicos

Antes de começar a ponderar sobre qual opção será melhor para a compra do seu imóvel, é preciso dar um passo para trás e se perguntar: por que quero comprar um imóvel? Se a resposta for “para sair do aluguel”, faça os seguintes questionamentos:

  • Em que tipo de local quero viver?
  • Quantas pessoas vão morar comigo?
  • Qual será o espaço ideal para que possa abrigar meu estilo de vida (ou o estilo de vida que desejo ter) de forma confortável? 

2. Faça um balanço das suas finanças antes de assumir um compromisso financeiro

Outra dica para adquirir uma carta de crédito imobiliário sem dores de cabeça é estar com sua vida financeira em ordem. Caso isso ainda não seja uma realidade, comece já.

Faça um balanço de todos os seus ganhos e gastos para entender qual é o real espaço que tem em sua renda atual para dedicar a este novo investimento com segurança.

O ideal é que você não comprometa mais do que 30% dos seus ganhos com o investimento, para não colocar sua saúde financeira em risco.

Para manter um controle mais preciso dos seus gastos e entender em que partes da sua vida pode cortar custos, busque fazer esse balanço com frequência, de preferência todos os meses.

Você também pode contar com o suporte de aplicativos de finanças para ter uma visão mais precisa.

3. Tenha uma reserva de emergência

Como a vida é cheia de imprevistos, ter uma reserva de emergência é indispensável antes de entrar em qualquer compromisso financeiro robusto, especialmente se for de longo prazo.

Afinal, eventos não programados podem acontecer no futuro e impactar a sua renda, como um acidente de carro, um problema grave em sua casa, uma doença ou o desemprego.

Por isso, para incluir essas variantes no seu orçamento, é preciso contar com uma reserva de emergência. Assim será possível comprar uma carta de crédito imobiliário ou ingressar em um grupo de consórcio de imóveis com mais segurança e previsibilidade.

Onde encontrar um bom grupo de consórcio de imóveis?

Agora que já aprendeu o que é e como usar uma carta de crédito imobiliário, é hora de saber onde encontrar o grupo certo para realizar este investimento.

Como este serviço só pode ser adquirido junto a uma administradora de consórcio, o primeiro passo deve ser verificar se os grupos nos quais está interessado são confiáveis e sólidos.

Em seguida, é preciso se atentar para a reputação da empresa, já que a qualidade dos produtos e do atendimento ao cliente é vital para uma experiência positiva.

Afinal, é possível que o consorciado passe vários meses junto da empresa e precise contar com o suporte próximo de especialistas do mercado de consórcios para lhe aconselhar durante todo o processo.

Para contar com esse tipo de apoio, conheça a Porto Vale Consórcio, a maior afiliada do grupo Porto. A empresa atua na Capital Paulista e no Vale do Paraíba, e se destaca pela alta qualidade do seu atendimento humanizado, consultivo e eficiente.

Além do consórcio de imóveis, que vem realizando o sonho de vários brasileiros há anos, o grupo também trabalha com outras modalidades de consórcio, incluindo opções voltadas para empresas e para quem busca nos consórcios uma possibilidade de investimento.

Entre em contato com a equipe de consultores e faça uma simulação!