Porto Vale Consorcio

Porto Vale Consorcio
Artigos do consórcio
Tudo o que você precisa saber sobre o consórcio
Consórcio Porto

Parcelas reduzidas em 25%

Faça já uma simulação

Dicas de Planejamento Financeiro: como iniciar 2023 em paz com as finanças? 

Dicas de Planejamento Financeiro 2023

Sumário

Saiba o que fazer para organizar sua vida financeira e realizar metas!

Qualquer que seja o seu objetivo, realizar o planejamento financeiro necessário é sempre o primeiro passo a ser tomado.

Para iniciar o ano de 2023 em paz com as suas finanças, é fundamental adotar um comportamento consciente. Afinal, conquistar tranquilidade financeira é uma empreitada que demanda muita disciplina e organização.

Para te ajudar com essa questão, trouxemos um artigo cheio de dicas sobre planejamento financeiro. Confira!

O que é planejamento financeiro?

Planejamento financeiro é um conjunto de estratégias que garantem o bom uso do dinheiro conquistado como fruto do seu trabalho. 

Com esse tipo de iniciativa, é possível ter mais autonomia e liberdade para tomar decisões importantes na vida, além de ser uma forma de organização para o futuro, seja para a realização de sonhos e metas ou para a conquista de uma aposentadoria mais tranquila. 

Os pontos fundamentais para iniciar um planejamento financeiro que funcione são:

  • Conheça o seu orçamento e tenha clareza sobre o quanto você ganha e gasta;
  • Controle melhor o seu dinheiro. Esteja no comando das suas finanças;
  • Anote as entradas, gastos mensais fixos e variáveis e dívidas;
  • Mantenha suas contas em ordem e guarde dinheiro todos os meses, mesmo que seja pouco;
  • Faça um consórcio e direcione mensalmente um valor para uma espécie de poupança carimbada para a realização de uma meta. 

Planejamento financeiro para comprar imóvel: monte o seu

Para início de conversa, é preciso desfazer-se de algumas crenças limitantes ao falar sobre planejamento financeiro. 

Para muitos, tudo o que envolve a criação de planejamentos, sejam eles de curto, médio ou longo prazo, serve apenas para pessoas naturalmente organizadas, o que não é verdade.

Pessoas mais metódicas, que têm uma predisposição para a organização, podem até se planejar com mais facilidade, mas isso não significa que quem apresenta outros tipos de perfil não possa fazer o mesmo, desde que encontre o método mais adequado para si e se comprometa com o processo.

Com isso em mente, confira nosso passo a passo para um bom planejamento financeiro: 

1. Estabeleça seu objetivo 

O primeiro passo para organizar seu planejamento financeiro é determinar a qual propósito ele servirá. 

Neste caso, como já sabemos que seu propósito maior é a compra de um imóvel, é preciso que você se pergunte: que tipo de imóvel desejo ter?

Afinal, o mercado é muito diverso, e os preços vão variar muito em relação a questões como:

  • Localização do imóvel;
  • Tamanho;
  • Idade e estado de conservação;
  • Se vai comprar um imóvel pronto ou ainda na planta;
  • Se é um imóvel urbano ou rural.

Portanto, avalie suas necessidades e as separe dos seus desejos, para entender o que, de fato, cabe no seu orçamento.

2. Avalie sua vida financeira atual

Agora que já estabeleceu seu objetivo, se pergunte como você vem lidando com seu dinheiro até agora. 

Para onde vai a maior parcela dos seus recursos? Para além das suas contas fixas (água, energia, internet, aluguel, supermercado, etc.), com o que você costuma gastar seu dinheiro? 

Com a resposta para tais questões em mente será mais fácil de entender em que setor da sua vida você consegue realizar renúncias, e onde não pode realizar cortes de orçamento. 

Por exemplo, se boa parte da sua renda é gasta comendo fora em restaurantes, você pode se comprometer a abandonar tal hábito e passar a cozinhar mais vezes ao longo da semana. 

Dessa forma, será possível redirecionar os recursos gastos para a conquista do seu objetivo: comprar um imóvel.

3. Comece a anotar todos os seus gastos e ganhos

Caso ainda não tenha o hábito de anotar tudo aquilo que você gasta, ao lado da renda que chega em suas mãos, é hora de mudar essa realidade.

Realizar esta organização pode até ser vista como uma atividade “chata” para algumas pessoas, mas é absolutamente necessária. Sem completar esta tarefa, você nunca terá uma noção real a respeito do que está gastando e ganhando de fato.

Vale ressaltar que existem inúmeras ferramentas disponíveis para te ajudar com o planejamento financeiro para comprar imóvel, sem que tenha que se restringir ao bloco de papel. 

Pesquise a respeito e escolha o método que mais se adequa ao seu perfil para organizar suas finanças. 

Lembre-se de realizar organizações mensais e anuais, e de marcar suas entradas e saídas por data, valor e tipo de gasto. Assim será mais fácil de reconhecer padrões e ver em que áreas da sua vida você pode poupar mais.

4. Escolha como vai colocar seu objetivo em prática

Com todas as informações na mesa, é hora de decidir como vai colocar seu objetivo em prática. Para quem está criando um planejamento financeiro para comprar imóvel, optar por integrar um grupo de consórcio desta categoria pode ser a escolha perfeita.

Afinal, com o consórcio de imóveis, você estabelece um compromisso planejado, com custo e tempo de duração previsíveis. Desse modo, mesmo quem tem dificuldade de poupar, consegue ter a estrutura e o apoio necessário para cumprir com essa tarefa. 

Quanto tenho que guardar por mês para comprar um apartamento? 

O quanto você precisará guardar mês a mês vai variar muito de acordo com o tipo de apartamento que almeja adquirir e com o seu fôlego financeiro.

Se você optar por um consórcio de imóvel, saiba que os prazos de duração deste tipo de serviço variam bastante.

Na Porto Vale Consórcio, por exemplo, você pode efetuar o pagamento das parcelas em até 200 meses.

Como a empresa oferece grupos de consórcio de imóveis que atendem a todos os perfis de clientes, o preço pago em cada uma dessas parcelas irá variar de acordo com o valor da carta de crédito contratada. 

Qual a forma mais barata de comprar um imóvel? 

Além de realizar um bom planejamento financeiro para comprar imóvel, outra dica para quem busca pela forma mais barata de conseguir comprar um imóvel é avaliar com calma suas opções.

Nesse cenário, uma escolha tradicional é o financiamento imobiliário. Este, entretanto, por vezes conta com uma taxa de juros muito alta, que pode fazer com que o valor pago seja muito superior ao valor desfrutado.

Já no caso do consórcio de imóvel, a realidade é outra. Isto porque não há cobrança de taxa de juros nos grupos de consórcio, garantindo que o processo seja mais em conta.

Lembrando que o ideal é que não se estabeleça compromissos que possam comprometer mais de 30% da sua renda familiar. Afinal, caso contrário, suas chances de se tornar inadimplente são muito maiores.

O que deve ser feito antes de comprar um imóvel 

Depois de ter se estruturado para um melhor planejamento financeiro, é hora de se organizar em relação à forma de adquirir um imóvel. Veja algumas dicas:

1. Defina suas necessidades e desejos para o imóvel

Agora que o momento de realizar seu objetivo se aproxima, é hora de recapitular quais são suas necessidades, e diferenciá-las do que são seus desejos. 

Afinal, como estamos falando de um investimento que pode levar anos, muita coisa pode mudar em sua vida desde o dia em que entra para um grupo de consórcio de imóveis.

Portanto, reavalie suas necessidades e preferências e procure por opções que se encaixem no estilo de vida atual que você e sua família levam. 

2. Pesquise sobre opções de imóveis que lhe interessam

Quando já tiver suas preferências em mente, faça questão de pesquisar bastante a seu respeito. Faça visitas ao imóvel e, se possível, leve com você um especialista imobiliário para avaliar as condições do local.

Isto porque, por vezes, será necessário realizar uma reforma ou ampliação para que o espaço se adeque às suas necessidades. Tal fator não precisa, necessariamente, ser um problema, desde que o valor cobrado pelo imóvel seja vantajoso para você.

3. Busque mais informações sobre as corretoras/proprietários com quem tem interesse em fechar negócio

Outro fator importante se trata das credenciais dos responsáveis pelo imóvel. Seja a negociação feita com uma corretora ou com uma pessoa física, faça questão de garantir que está negociando com alguém confiável.

Pesquise sobre possíveis processos envolvendo a pessoa ou empresa e não deixe de averiguar as experiências de clientes anteriores.

Além disso, também avalie a situação jurídica do imóvel. Verifique se existem débitos atrasados ou qualquer outra pendência.

4. Peça por uma avaliação da propriedade, caso ela ainda não esteja avaliada

A avaliação do imóvel é uma etapa essencial antes de realizar uma compra. Afinal, é ela a responsável por dizer que o valor cobrado pela propriedade está alinhado com seu real valor de mercado. 

Com a avaliação em mãos, negociar um preço justo será muito mais fácil, abrindo espaço para fechar negócios que, de fato, lhe entreguem um bom custo-benefício. 

Cabe ressaltar que tal atribuição é exclusiva de arquitetos urbanistas e de engenheiros, de acordo com decisões recentes da Justiça Federal.

5. Organize toda a documentação necessária para a compra do imóvel

Organizar toda a documentação necessária para finalizar a compra do imóvel costuma ser um processo cansativo, principalmente quando deixado para a última hora.

Portanto, comece a organizar tal etapa com antecedência. Entre as principais documentações que costumam ser exigidas, destacam-se: 

  • Comprovante de identidade;
  • Declaração do Imposto de Renda;
  • Extrato do FGTS;
  • Comprovante do estado civil.

Fale com a Porto Vale Consórcio! 

Para começar a usar o consórcio de imóvel para chegar à realização do seu sonho de ter um imóvel, faça uma simulação em nosso site e entre em contato com um dos especialistas da equipe de consultores da Porto Vale Consórcio!

Outros artigos
Fundo do formulário

Faça já uma simulação